101º Aniversário do Armistício

101º Aniversário do Armistício

12 nov 2019
foto

Completaram-se, ontem, 101 anos que, precisamente às 11 horas do dia 11 do 11º mês de 1918, foi assinado o acordo de paz entre os Aliados e a Alemanha, num vagão-restaurante, na floresta de Compiègne, em França, colocando assim um ponto final nas hostilidades entre a Frente Ocidental da Grande Guerra, iniciada quatro anos antes.

Em janeiro do ano seguinte iniciou-se a Conferência de Paris, que deu início às negociações de paz e no dia 28 de junho de 1919, dignitários europeus encheram o Palácio de Versalhes, onde foi assinado o Tratado, visto como uma continuação do armistício de novembro de 1918 e que encerrou oficialmente a Primeira Guerra Mundial.

Foi, contudo, o dia 11 de novembro que se tornou, desde então, um dia de memória em homenagem aos soldados e sobreviventes da Grande Guerra, também conhecido como o Dia do Armistício.

Em Oeiras, a capitulação da Alemanha foi recebida com entusiasmo e na Sessão Ordinária de 13 de novembro de 1918, a Comissão Administrativa do Concelho dá conta do júbilo sentido por essa notícia de 'altíssima importância' pelo que 'não pode esta Comissão Administrativa, como representante dos povos deste concelho de se sentir como todo o bom português, orgulhosa', propondo lançar em ata um 'voto de congratulação pela vitória dos exércitos aliados e expedir um telegrama a sua excelência, o Presidente da República, como chefe supremo da nação, felicitando-o'. SIC

Neste dia de enorme relevância histórica, o Município de Oeiras recordou todos os oeirenses que participaram naquele conflito e se sacrificaram em prol da nação.

 

 

Foto 1: CMO – Sessão Ordinária de 13 de novembro de 1918 (PT/MOER/MO/ORG-FOM/01/033;Página 61V)

Foto 2: O Século. 1918-11-11. 2ª edição in ANTT

Foto 3: Ilustração Portuguesa, 2ª série, n.º665, 18 de novembro de 1918, p.401

Foto 4: Soldado desconhecido, cemitério português de Richebourg l'Avoué, in Memorial aos mortos da Grande Guerra