Alunos de Oeiras conquistam prémio

Alunos de Oeiras conquistam prémio

07 ago 2017
  • ciência e inovação
  • Educação
  • Comunicação
  • Juventude
foto

Um grupo de alunos da Escola Secundária Sebastião e Silva (Oeiras) conquistou o primeiro lugar na oitava edição doProjeto MEDEA, acrónimo para Medição dos Campos Eletromagnéticos no Ambiente, uma parceria entre a Sociedade Portuguesa de Física e a Rede Elétrica Nacional.

Ana Monteiro, André Charneca, Francisca Borges e Maria do Carmo Fernandes são alunos do 11.º ano do curso de Ciências e Tecnologias e contaram com a coordenação da professora Conceição Pedruco.

O objetivo do MEDEA é a divulgação dos conceitos e perigos (ou a falta destes) relacionados com as radiações eletromagnéticas usadas em todo o tipo de aparelhos e instalações, através da criação de um site. Todas as conclusões e medições estão disponíveis emhttp://worldwidewebers.new2know.com/wp/.

As 24 escolas participantes vão receber um SPECTRAN, um aparelho de medição de campo elétrico e magnético de baixas frequências. A entrega de prémios deverá acontecer em outubro.

'Decidimos apostar na multimédia, com a produção de diversos vídeos com explicações do nosso trabalho, entrevistas a vários investigadores e professores universitários e relatos do nosso percurso desde o estado inicial de apenas uma ideia, até ao 'produto final' - o site completo', explicaram os vencedores.

'Depois de muitas horas passadas a editar vídeos, a interpretar medições, a planear entrevistas, a filmar visitas de estudo, a escrever conclusões, a pesquisar artigos científicos e a tentar equilibrar o projeto com o horário e estudo escolares, estamos tremendamente orgulhosos do nosso trabalho - todo o sangue (embora não muito), suor e lágrimas compensaram', dizem.

'Ao divulgar a nossa mensagem estamos a contribuir para a informação da população acerca das radiações eletromagnéticas e a contribuir para o objetivo principal do projeto, mas também será decisivo para outros alunos que ao descobrirem o projeto possam querer participar em 2018 e, consequentemente aprendam tanto do mundo da Física quanto nós'.