Casa dos Corações promove reintegração social

Casa dos Corações promove reintegração social

04 mar 2013
  • Apoio Social
foto

A casa, com tipologia T3, tem capacidade para acolher quatro pessoas entre os 18 e os 65 anos, em situação de sem abrigo, e que sejam acompanhadas e devidamente assinaladas pelo Instituto de Prevenção e Tratamento da Dependência Química e Comportamentos Compulsivos (IDEQ). Promover a reintegração social, profissional e familiar dos indivíduos é o objetivo desta casa, de forma a garantir o alojamento a estas pessoas, assim como o acompanhamento diário individualizado. Ali é, ainda, assegurada uma articulação regular com os diversos parceiros sociais locais. A criação da Casa de Transição – Casa dos Corações resulta da necessidade de se concretizarem localmente as orientações da Estratégia Nacional para a Integração de Pessoas Sem Abrigo (ENIPSA). Deste modo, estando o município de Oeiras apostado na criação de respostas especificamente dirigidas à população sem-abrigo, formalizou-se o Contrato de Cedência de Instalações em Regime de Comodato entre o Município de Oeiras e o Instituto de Prevenção e Tratamento da Dependência Química e Comportamentos Compulsivos (IDEQ), para a criação da Casa dos Corações. A gestão deste equipamento cabe ao IDEQ, entidade com quem o município de Oeiras articula há já vários anos numa base regular, quer no apoio que esta Instituição presta à população toxicodependente e sem-abrigo, através da sua Equipa de Intervenção Direta, quer na sua ativa participação do NPISA/Oeiras – Núcleo de Planeamento e Intervenção com Pessoas Sem-Abrigo, configurando um parceiro essencial no acompanhamento e colaboração na definição dos projetos de vida dos indivíduos em situação de fragilidade social extrema, em estreita articulação com os restantes atores sociais locais.