Jovens de Oeiras ganham concurso internacional de ciência

Jovens de Oeiras ganham concurso internacional de ciência

12 jul 2016
  • ciência e inovação
  • Lazer
  • Educação
  • Juventude
foto

Três alunos de Oeiras, Carlota Fernandes, o Diogo Repas e o Nelson Rebelo, alunos do 11º ano da Escola Secundária Sebastião e Silva (Liceu de Oeiras), ganharam o primeiro lugar na categoria pioneiros do concurso internacional ODYSSEUS II, realizado em Bruxelas.

Estes jovens, orientados pela professora Cristina Pinho, respondendo a um desafio da ESA (Agência Espacial Europeia) construíram um Robot a pensar na exploração de Marte e concorreram com ele, o que lhes valeu um honroso primeiro lugar, de entre 211 trabalhos apresentados, de 23 países. Além da viagem à Guiana Francesa, com todas as despesas pagas, para visita ao Centro Espacial da ESA (Agência Espacial Europeia), os três alunos receberam o diploma de 'Embaixador Espacial da Juventude Europeia', que lhes vai permitir estar presentes em atividades ligadas ao espaço, no estrangeiro, como embaixadores da juventude, com despesas pagas pela Organização que lançou o concurso Odysseus II. O Presidente do Município de Oeiras congratulou-se pelo facto de esta ser 'mais uma vertente onde os jovens oeirenses se destacam e desbravam caminhos risonhos para o futuro', acrescentando que 'honraram não apenas Oeiras mas o país'.

Paulo Vistas referiu ainda que esta distinção resulta também de 'mais um contributo a louvar levado a cabo pela Escola Secundária Sebastião e Silva, desta feita no que à ciência diz respeito'.