Oeiras é palco da segunda edição do festival Iminente

Oeiras é palco da segunda edição do festival Iminente

15 set 2017
  • Cultura
foto

Não falta nada. Quase nada. Já meteste os bilhetes no bolso? O melhor é ficares em casa.

O Jardim Municipal de Oeiras é, entre sexta-feira e domingo, uma galeria de arte e sala de concertos ao ar livre, durante a segunda edição do festival Iminente, que junta música e arte urbana.

O Iminente - que tem lotação esgotada nos três dias - foi criado com intuito de mostrar a nova música e a nova arte moderna que se fazem em Portugal e países lusófonos, e irá reunir no mesmo espaço mais de 40 artistas individuais e coletivos, entre músicos, DJ, produtores, 'designers', ilustradores, 'writers' e artistas visuais.

Além de Vhils, no cartaz de atos artísticos doIminente estão também o argentino Felipe Pantone e os portugueses ±maismenos±, Berru, Bordalo II, Draw e Contra, Estúdio Pedrita, Fábio Colaço, FAHR 021.3, Glam, Jorge Charrua, Kruella d'Enfer, Maria Imaginário, Mosaik, Obey SKTR, Teresa Esgaio, The Caver, Youthone e Pedro Coquenão.

Do cartaz musical, destaca-se as atuações dos Orelha Negra, hoje, e do 'rapper' Allen Halloween, que irá apresentar pela primeira vez ao vivo 'Unplugueto', um disco acústico.

Sexta-feira atuam também TRKZ, Young, You Can't Win, Charlie Brown, Kroniko, Slow J, Scúru Fitchádu, Throes + The Shine, Mike El Nite, Capitão Fausto, DJ Yen Sung e DJ Marfox + DJ Nervoso.

Para sábado estão marcadas as atuações de Cachupa Psicadélica, NBC, Vado Más Ki As, Chullage e convidados, Karlon, Hollyhood e convidados, DJ Big, Regula, Shaka Lion, Branko, Enchufada Na Zona (Raustronaut e convidados), e Xinobi e Moullinex.

No domingo atuam Pro Seeds, Noiserv, Bruno Pernadas, Rock Marsiano e Meu Kamba Sound, Capicua, DJ Maskarilha, Carminho e, a encerrar, DJ Ride e Vhils.

 

Os concertos dividem-se entre o palco e uma pista de carrinhos de choque. Tudo o que se vai tem tudo para correr bem. Curadoria de VHILS e da Underdogs. Produção da UAU, numa iniciativa da Câmara Municipal de Oeiras.

Recorda-se que, tal como no ano passado, uma parcela das receitas do Iminente irá reverter a favor de uma associação sem fins lucrativos. Em 2016 a beneficiária foi a Batoto Yetu.

As portas do festival abrem às 14:00 nos três dias e os concertos começam às 16:20, hoje, 15:40, no sábado, e 15:00, no domingo.