Oeiras atribui topónimo a Fernando Silva

Oeiras atribui topónimo a Fernando Silva

11 dez 2017
  • Cultura

Na sequência do falecimento do fundador da Associação Cultural de Tercena e dinamizador do rancho folclórico 'As Macanitas', o Executivo Municipal aprovou, por unanimidade, a atribuição de topónimo a Fernando Silva (1938-2017), em arruamento localizado na freguesia de Barcarena.

Pode ler-se, no texto da deliberação camarária, que 'a dimensão de notoriedade local da personalidade em causa impõe uma contrapartida de gratidão por parte da comunidade que serviu e que a Câmara Municipal de Oeiras deverá protagonizar'.

Fundador, em 1990, da Associação Cultural de Tercena, Fernando Silva criou também o rancho folclórico 'As Macanitas' transformando, com o seu saber e com o seu querer, este grupo folclórico num digno representante dos usos e costumes das gentes que, vindas de outras paragens, um dia se fixaram nas áreas rurais do concelho, para aqui transportando modos de ser que eram até então estranhos à região.

Com uma particular paixão pelos assuntos da cultura popular portuguesa, Fernando Silva foi um autodidata da etnografia, tendo concebido naquela associação um austero mas rigoroso espaço etnográfico.

No campo das letras, para além de ter fundado, em 1 de maio de 1975, o jornal 'A Voz de Torcena', Fernando Silva publicou 15 livros, dos quais se destaca o título 'O Vale da Morte' onde recorda as 12 explosões registadas na Fábrica da Pólvora de 1757 a 1972.

A atribuição de um topónimo a Fernando Silva é, para o Município, um ato de reconhecimento, de equidade e de justiça.