Rede de Referenciação e Intervenção no Isolamento já em 2017

Rede de Referenciação e Intervenção no Isolamento já em 2017

04 jul 2016
  • Apoio Social

O território de Oeiras não se demarca da tendência global de envelhecimento populacional. Aliás, os mais recentes dados estatísticos comprovam inequivocamente a expressão deste desequilíbrio: em 2011, existiam, em Oeiras, cerca de 124 idosos por cada 100 jovens. Em 2014, a situação agrava-se, apontando as estimativas do Instituto Nacional de Estatística para uma proporção de cerca de 141 pessoas idosas por cada 100 jovens. Refira-se que a percentagem de pessoas idosas face à população em geral é de 22,2%, sendo que, neste grupo, cerca de 63% residem sós ou com outros do mesmo grupo etário.

Face a este cenário, a Rede de Referenciação e Intervenção no Isolamento- projeto estruturado no âmbito do Grupo de Trabalho das Pessoas Idosas da Rede Social e inscrito no Plano de Atividades e no Orçamento (GOP) da Câmara Municipal de Oeiras- propõe a operacionalização de uma metodologia de atuação que permitirá conhecer, avaliar e acompanhar situações de isolamento sinalizadas pela comunidade. Para tal, encontra-se em construção uma Plataforma Informática, a ser gerida pelos serviços de Ação Social da Câmara, que potenciará a sinalização e assegurará a georreferenciação das situações, o planeamento, a execução e avaliação da intervenção, em estreita cooperação com os agentes sociais. Com este intuito de minimizar eventuais situações de isolamento, sem acompanhamento, iniciaram-se os trabalhos tendentes à implementação desta metodologia sendo que, para esse efeito, realizaram-se reuniões preparatórias com as entidades da Rede Social de Oeiras, na semana entre 4 e 8 de Julho. Prevê-se o início deste projeto durante o ano de 2017.