Vacinação em Oeiras já arrancou

Vacinação em Oeiras já arrancou

31 mar 2021
foto

Pavilhão Carlos Queiroz, em Carnaxide, será o Centro de Vacinação com a disponibilização de 12 postos

O atraso na entrega das vacinas por parte do Serviço Nacional de Saúde obrigou a que o arranque da vacinação em Oeiras, inicialmente anunciada para segunda-feira, fosse adiada dois dias, estando agora marcada para quarta-feira.

O Pavilhão Carlos Queiroz já está pronto a funcionar, com 12 postos de vacinação disponíveis (o dobro do que havia sido solicitado pelas autoridades de saúde).

O Município de Oeiras vai apoiar o Serviço Nacional de Saúde para arrancar com a vacinação no concelho, num investimento de 250 mil euros.

Os beneficiários que integrem esta primeira fase de vacinação serão contactados por SMS pelos serviços de saúde e terão de responder em 48 horas se aceitam o dia e hora marcada para a toma da vacina.

Na sequência de apoio solicitado pelas autoridades de saúde, o Município cedeu o Pavilhão Carlos Queiroz e dotou o mesmo com as estruturas necessárias, bem como a disponibilização de material e serviços, a saber:

10 computadores (6 para os postos de vacinação e 4 para o pessoal médico e administrativo) e impressora multifunções;Ligação à eletricidade e à internet dos postos de vacinação e do pessoal médico;11 mesas/secretárias (6 para os postos de vacinação, 4 para o pessoal médico e administrativo e 1 mesa para preparação das vacinas);80 cadeiras (18 para os postos de vacinação, 10 para secretariado administrativo e utentes, 2 para médicos e enfermeiros – recobro, 50 para recobro dos utentes – 30 minutos após a toma da vacina);2 cadeiras de rodas;12 caixotes do lixo;2 contentores para resíduos contaminados; Ambulância no local (9h00-18h30);Vigilância no local (8h00-18h30);Limpeza do local (piquete permanente das 8h30-18h30); Refeições para o pessoal (cerca de 20/dia);Contratação de pessoal para orientação dos utentes (6 pessoas, 8h30-18h00); e,Contratação (nesta fase) de 7 enfermeiros.

“A Câmara de Oeiras tem vindo a apoiar Serviço Nacional de Saúde desde a primeira hora, quer na oferta de equipamentos de proteção individual ou médico, quer com locais para funcionamento de instalações, bem como na contratação de recursos humanos, nomeadamente 16 enfermeiros para apoiar a vacinação nos lares e residências assistidas do concelho”, aponta o presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais.