Município de Oeiras prepara estratégia para a ciência

Município de Oeiras prepara estratégia para a ciência

16 nov 2018
  • estratégia e economia
  • ciência e inovação
  • Educação
foto

O Município de Oeiras vai lançar uma Estratégia que interliga Ciência e Educação enquanto pilares de desenvolvimento e que pretende dar a conhecer e desenvolver o posicionamento de Oeiras enquanto concelho único no país em termos de capacitação científica e tecnológica. Numa primeira fase, o ponto focal da Estratégia para a Ciência, Educação e Desenvolvimento do Município será o Instituto Gulbenkian de Ciência, ao qual foi já atribuída uma comparticipação financeira no valor de 37.150,67€ para financiar o arranque das atividades.

Este montante destina-se ao planeamento, arranque e coordenação de atividades educativas a realizar junto dos alunos de Oeiras e à criação de uma Unidade de Apoio à Exploração da Propriedade Intelectual bem como um Programa de Ciência e Internacionalização.

Refira-se que Oeiras reúne instituições de investigação científica de mérito internacional, empresas tecnológicas e tem um elevado número de investigadores doutorados a residir no território.

Tendo a Educação como uma das principais prioridades, o atual Executivo Municipal de Oeiras aposta numa política educativa ambiciosa e abrangente, que não dispensa uma ligação estreita com as áreas da ciência e da inovação, que são centrais para a estratégia de desenvolvimento do concelho. Para tal, é essencial a ligação do Município às instituições de ensino superior e centros de investigação científica e empresas de base científica, sobretudo as sedeadas neste território.

Apesar destas características únicas de Oeiras, estima-se que uma elevada percentagem de munícipes desconheça a existência de centros de investigação no concelho, bem como a atividade científica aí desenvolvida, as descobertas que surgem regularmente nesses cetros e o seu impacto.

Reconhecendo estas características do território e a necessidade de afirmação do seu modelo de desenvolvimento com base no conhecimento e na tecnologia, o Município de Oeiras elaborou a Estratégia para a Ciência, Educação e Desenvolvimento do Município. Esta estratégia municipal, delineada até 2025, integra três eixos (Ciência e Sociedade; Ciência e Inovação; Ciência e Internacionalização) e pretende integrar todas as instituições de ciência do concelho de Oeiras, bem como outras que se queiram associar.

Numa primeira fase de desenho e arranque da referida estratégia, o Instituto Gulbenkian de Ciência, o Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier (ITQB) e o Taguspark tiveram um papel relevante, sendo que o IGC se afirmou como ponto focal de arranque e primeiro desenvolvimento dos três eixos estratégicos.