Reordenamento junto à Estação de Oeiras

Reordenamento junto à Estação de Oeiras

01 mar 2013
  • Mobilidade

Pela sua localização, fronteira à estação de caminho de ferro de Oeiras, o Largo Henrique Paiva Couceiro é uma zona de interface entre o transporte ferroviário e o transporte coletivo rodoviário (autocarros e táxis). Atualmente, as carreiras de transportes coletivos rodoviários dispersam-se por três zonas diferentes, todas marginais ao largo, assistindo-se a uma mistura entre carreiras de passagem e carreiras que efetuam terminal. Existe igualmente uma praça de táxis com capacidade para dez veículos, enquanto o “kiss & ride” não está formalizado, sendo, por isso, feito muitas vezes em segunda fila. O estacionamento existente no local não é tarifado e estende-se para lá dos lugares legalmente definidos, criando problemas à normal fluidez da circulação. No interior do largo, após a remoção do posto de abastecimento de combustíveis aí existente anteriormente, foi criada uma zona de circulação que se encontra ocupada por estacionamento não formalizado. Por último, sendo uma zona de interface, apresenta um elevado tráfego pedonal. O projeto da Divisão de Trânsito e Transportes do Município de Oeiras, com execução a cargo da Divisão de Infraestruturas Municipais, visa a transformação do espaço existente no interior do Largo Henrique Paiva Couceiro num terminal de transporte coletivo rodoviário, utilizando igualmente para esse efeito parte da zona verde ali existente. Este terminal permitirá libertar duas das zonas onde atualmente se efetuam as paragens dos autocarros, libertando esses espaços para o reordenamento do estacionamento (bolsa sul do largo) e da circulação (através da inversão do sentido do troço norte do largo). As obras a realizar preveem, ainda, a reformulação dos troços viários finais das ruas Salvador Allende e Santo António, de forma a segregar o transporte individual do transporte coletivo, através da criação de um corredor “bus” e de um separador em lancil, junto do qual será criada uma bolsa de estacionamento. Por último serão também alterados os percursos de atravessamento pedonal, de forma a disciplinar os atravessamentos, adaptando-os às novas localizações das paragens de autocarro.