Mobilidade urbana sustentável

Mobilidade Urbana Sustentável

O Município de Oeiras tem realizado esforços, no sentido de criar infraestruturas de mobilidade suave, serviços de transporte partilhado e/ou coletivo e estacionamento.

Em Oeiras a repartição modal das viagens tem sido favorável para o transporte individual (TI), havendo, pelo menos desde 2008 (aquando da realização do Estudo de Mobilidade e Acessibilidades), a noção de que a tendência crescente do TI face aos outros modos de transporte não seria sustentável, no futuro.

Pela proximidade geográfica de Oeiras à capital, Lisboa, é com ela que estabelecemos o maior número de interações ao nível das deslocações diárias, o que gera um desequilíbrio no que à circulação diz respeito. Embora este desequilíbrio tenha sido já, em parte, atenuado, o fluxo continua a pender para a capital, que conta com os serviços de transporte do metropolitano, e com uma rede de transportes públicos que, em grande parte, não chega a Oeiras .

Desta forma, o Município de Oeiras tem realizado esforços, no sentido de criar infraestruturas de mobilidade suave e uma série de outros serviços de transporte partilhado e/ou coletivo, assim como ao nível do estacionamento.

A Câmara de Oeiras tem consciência da necessidade de alterar o domínio exercido pelo transporte individual no padrão diário de viagens realizadas, alterando o foco de atuação objetivando uma repartição modal mais equilibrada, de forma a dar prioridade ao bem-estar das pessoas que diariamente se movem no concelho, não esquecendo o objetivo de atuar permanentemente sobre a rede rodoviária, atenuando constrangimentos no curto prazo.

Assim recentemente, Oeiras apostou em projetos estruturais, que pretendem reforçar a utilização dos modos suaves e apostar nos corredores dedicados ao transporte coletivo na procura de mais mobilidade sustentável, tendo proposto esses mesmos projetos a Fundos Europeus.

 

Rede Cicloviária e Bike Sharing


Ciclovia empresarial:

Este projeto visa ligar em ciclovia os mais importantes parques empresariais existentes na zona poente do concelho e a Estação da CP de Paço de Arcos. Tendo a 1ª fase do projeto (Estação CP de Paço de Arcos/Quinta da Fonte/Lagoas Park) sido candidatada no âmbito do Plano de Ação  de Mobilidade Urbana Sustentável - PAMUS. O objetivo será a criação de condições mais favoráveis (infraestrutura dedicada) para promover alguma transferência modal (nas viagens realizadas) do transporte individual para a bicicleta - O projeto está em fase de execução.


Estudo de um sistema de transporte público em bicicleta para corredores em Oeiras, Paço de Arcos / Lagoas Park / Miraflores:


O objetivo será a promoção da transferência modal do transporte individual por via da disponibilização do serviço de transporte público em bicicleta à população - Este projeto que integra uma candidatura ao PAMUS, está em fase de aprovação.

Saiba mais sobre o Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável - PAMUS.