Palácio do Marquês
Palácio do Marquês

O Palácio

O projeto do Palácio contou com a mestria do arquiteto Carlos Mardel, apresentando uma situação estratégica em relação ao primitivo núcleo urbano de Oeiras, sendo o acesso feito por um amplo e cenográfico terreiro. As portas do piso térreo abrem-se ao amplo jardim que prolonga o espaço de sociabilidade – os passeios, as merendas, os jogos, a música e a dança, fazem parte da componente recreativa da quinta, que exibe ainda cascatas, tanques, terreiro dos jogos e um pequeno cais, que permitia navegar na ribeira.

 



A par do recreio, a componente produtiva,  os mais de 200 hectares da quinta possibilitavam um elevado rendimento, com gestão próxima de Sebastião José: azeite, vinho, frutas e cereais - Uma unidade modelar à época.

Oeiras acompanhou, ao longo dos anos, o crescimento dos arredores da capital e foi abandonando a sua vocação rural.

No século XX já a terra não detinha o mesmo valor. As grandes propriedades desagregam-se e dão lugar a novas vivências.
A Quinta de Recreio de Oeiras foi vendida em 1939 e posteriormente dividida por diferentes proprietários.


O Palácio, jardins e Casa da Pesca foram classificados como Monumento Nacional em 1953.

 

 

 


Ciente do seu elevado valor patrimonial e histórico, o Município adquiriu, em 2003, o Palácio e os jardins.


Desde a abertura ao público, o Palácio Marquês de Pombal e os jardins envolventes, têm sido procurados por inúmeros visitantes e palco de numerosos eventos.
As várias atividades propostas pelo serviço educativo do Palácio, têm enriquecido o dia-a-dia deste monumento e têm proporcionado um maior conhecimento do edifício, da família Carvalho e da sua história.


Visitar o Palácio do Marquês de Pombal é ter a oportunidade de contemplar um dos melhores conjuntos decorativos do período pombalino, rico em estuques e azulejos. Também se destaca o Fogão de Sala da Casa Maison Fourdinois, na sala de entrada do Palácio. Esta peça, alvo de restauro, é considerada como uma das obras emblemáticas da Maison Fourdinois.



Nos jardins, destacam-se as várias peças de estatuária, os bustos de mármore, bem como os vários muretes e escadarias revestidas de azulejos.

 

 

Conheça mais:
Jardins do Palácio Marquês de Pombal

Horário:

Palácio
De terça a domingo
AVISO: As visitas ao Palácio estão temporariamente suspensas.

Jardim
Abertos todos os dias
Visitas ao Jardim - Gratuitas

Loja do Palácio:
Aberta todos os dias

Verão: 1 de maio a 30 de setembro, das 10h00 às 19h00
Inverno: 1 de outubro a 30 de abril, das 10h00 às 18h00

Palácio Marquês de Pombal
​Largo Marquês de Pombal
2780-501 Oeiras

 

 


​Como chegar

Automóvel – Coordenadas GPS - Long. 9º18’52.54’O |Lat. 38º41’34.44’N
Comboio – Linha de Cascais – Saída na estação de Oeiras e restante percurso a pé em direção ao centro histórico da vila de Oeiras (cerca de 10 minutos)
Autocarro – 106, 111, 112, 115, 122, 471, 482
 

A adega

A Adega do Palácio do Marquês de Pombal foi construída no século XVIII e está classificada pelo IGESPAR como Monumento Nacional, no âmbito do Plano de Salvaguarda do Património Construído e Ambiental do Concelho de Oeiras

Conheça o Vinho Villa Oeiras