Biodiversidade

Biodiversidade

Oeiras beneficia de um clima marítimo temperado, sendo a sua paisagem marcada pelos vales das principais linhas de água – Ribeiras de Algés, Barcarena, Lage e Rio Jamor – que correm de Norte para Sul e desaguam no Rio Tejo. A Nordeste é delimitado pela Serra de Carnaxide e preserva ainda algumas áreas rurais no seu interior. A abundância de água, a qualidade do solo e os restantes fatores abióticos tornam possível a coexistência de uma elevada diversidade de espécies de fauna e flora, incluindo algumas espécies endémicas (que apenas ocorrem numa região restrita) e outras em risco de extinção.

A preservação do elevado património biológico do Município de Oeiras que tem na sua estratégia a promoção de ações e campanhas de sensibilização e conservação da biodiversidade local, e que assentam no manifesto "Quem ama, cuida. Quem conhece, preserva." Primeiro é preciso dar a conhecer para que, todos juntos, consigamos preservar.

Neste sentido e no âmbito do Programa de Educação Ambiental escolar, são promovidas anualmente um conjunto de atividades pedagógicas que proporcionam um maior conhecimento dos diversos ecossistemas do território de Oeiras, com especial foco na biodiversidade existente, formas de conservação e o papel dos cidadãos na sua preservação. Em cada ano letivo cerca de 2000 alunos visitam a orla costeira, as ribeiras, os jardins e espaços verdes municipais, realizando atividades de exploração, descoberta e conhecimento das espécies de fauna e flora que aí habitam.
 


Paralelamente, o Município tem promovido, desde há uns anos diversos estudos e levantamentos de espécies, com o objetivo de as identificar, preservar e dar a conhecer.

Uma das primeiras etapas para proteger a biodiversidade que nos rodeia é conhecê-la. Assim sendo, e atendendo ao crescente interesse da população neste tema, foi criado “O Guia de Campo de Insetos e Plantas de Oeiras”. Em conjunto, elementos do cE3c – Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais – Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, da Tagis - Centro de Conservação das Borboletas de Portugal e da Câmara Municipal de Oeiras, reuniram neste documento algumas das espécies de insetos e plantas que podem ser encontradas em Oeiras.

Este guia pode ser usado para aumentar o conhecimento dos munícipes sobre a biodiversidade no concelho e também facilitar o reconhecimento das várias espécies que se podem encontrar nas Estações da Biodiversidade e Biospots nos parques e jardins municipais (Parque Jamor e Biospots do TAGIS, existentes no Parque dos Poetas, Jardim do Palácio do Marques, Jardim da Quinta Real de Caxias e Fábrica da Pólvora de Barcarena).
 

Encontrou um animal selvagem ferido? Deverá contactar as entidades competentes para procederem à recolha do animal e encaminhamento do mesmo para os Centros de Recuperação de Animais Selvagens:

- Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR – 217 503 080 ou sepna@gnr.pt.
- Centro de Recuperação de Animais Silvestres de Lisboa (LxCras) - 21 817 0200
- Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) - 213 507 900 ou 21 350 79 06
- PSP – 217654242, 21 811 10 00 ou ambiente.lisboa@psp.pt.


Divisão de Gestão Ambiental
Email: dga@oeiras.pt
Linha Verde Ambiente (gratuita): 800 201 205

fauna e flora

abelha polinizadores

Mais Polinizadores, Mais Biodiversidade no Município de Oeiras | EEA Grants

saiba mais
Peixes Nativos

Peixes Nativos

saiba mais
Oeiras tem vida

Oeiras tem vida

saiba mais
Orquídeas

Orquídeas

saiba mais

Flora dos Parques e Jardins Municipais

saiba mais
Espécies Exóticas Invasoras

Espécies Exóticas Invasoras

saiba mais
Biospots

Biospots

saiba mais
Ninhos para a ave Chapim

Ninhos para a ave Chapim

saiba mais
Censos de Periquitos-de-colar

Censos de Periquitos-de-colar

saiba mais